Gestão da Mudança – para o sucesso do negócio

setembro 17, 2021 | Transformação Lean

Com uma gestão da mudança bem organizada e projetada sob medida, as empresas podem erradicar problemas e moldar o futuro por meio de mudanças direcionadas. Dirk Bayas-Linke, especialista em gestão da mudança e desenvolvimento organizacional e partner na Staufen, explica o que é importante para garantir mudanças efetivas, promovidas pela gestão.

Adaptabilidade é uma força

É cada vez mais claro como as empresas são adaptáveis dentro do contexto de gestão da mudança:

  • Elas podem reagir rapidamente a uma mudança nos mercados e na concorrência?
  • São capazes de se realinhar quando necessário?

É importante fazer um balanço desde o início: Quais são os problemas, quais são os motivos de preocupação? Em último caso, não se trata de mudar o máximo possível. É importante selecionar as questões mais problemáticas e, ao mesmo tempo, observar o que está indo bem na organização atualmente e que, portanto, deve ser mantido.

Encare a realidade: nomeando problemas e suas causas

Em muitas empresas, os problemas e suas causas são evidentes há muito tempo, mas um olhar mais atento costuma revelar discrepâncias: embora a administração veja as razões para os problemas, a gerência suspeita que as causas estão em outro lugar.

No desenvolvimento de estratégias para mudanças positivas, é essencial que todos os membros da equipe tenham um entendimento comum do problema. E consequentemente, muitas vezes é importante primeiro discutir os problemas e também as suas possíveis causas em detalhes. Uma vez que este ponto tenha sido completamente esclarecido, as metas podem ser definidas.

Nenhuma mudança é possível sem esforço

Na empresa, uma grande quantidade de energia é utilizada para organizar as rotinas diárias de trabalho e mantê-las funcionando. Isso também deve ser feito na gestão da mudança: Não é possível parar a produção ou o trabalho na empresa até que todas as mudanças tenham sido concluídas. Além disso, muitas mudanças só são possíveis com o processo em andamento. Portanto, é importante dividir a energia entre as diferentes tarefas de forma adequada. Existem três tipos de energia que tornam a mudança possível:

• Energia para encontrar o problema: do que queremos fugir?
• Energia para definir metas: para onde queremos ir?
• Energia para esclarecer o caminho: o que precisamos mudar, o que precisamos manter?

Acompanhar continuamente a implementação da gestão da mudança enquanto mantém as operações do dia a dia é um ato de equilíbrio. Deve ser monitorado cuidadosamente.

Sem compreensão não há esforço

Colocar energia extra para a mudança requer total compreensão da necessidade de mudança. Uma empresa na qual os funcionários não entendem as estratégias de mudança não é capaz de mudar. Também não é suficiente ter uma compreensão cognitiva – as pessoas afetadas também devem compreender emocionalmente por que a mudança é necessária. Uma vez compreendido o porquê, a gestão da mudança pode ser promovida com sucesso.

A gestão da mudança tem abordagens diferentes

Os especialistas em gestão da mudança identificam diferentes arquétipos entre seus clientes. Indicam em que nível se encontram os gestores da empresa em relação ao processo de entendimento. Como esse status é bastante diferente para cada uma das empresas, ele geralmente deve ser determinado individualmente. Então continua a fase de discussão, na qual todos os participantes elaboram em conjunto uma posição comum.

Defenir metas concretas com restrições de tempo

A organização da mudança precisa de objetivos concretos: Determinar em quais áreas a melhoria deve ocorrer e dentro de qual período de tempo. Como a mudança não acontece da noite para o dia, geralmente envolve períodos longos, de vários anos. Esses objetivos devem ser escolhidos de maneira que possam ser alcançados de forma realista, à medida que o trabalho avança, e possam ser sustentados no futuro.

A mudança afeta diversas áreas

Dependendo dos problemas identificados no início da gestão da mudança, durante a rodada de discussão, a mudança deve ocorrer em diferentes áreas. Isso pode afetar a organização de processos, indivíduos, mas também equipes. Neste último caso, a tarefa de realizar uma mudança efetiva é de longe a mais animada.

Aumente a eficiência da equipe

Em algumas empresas, a primeira questão a ser resolvida é se os funcionários trabalham juntos em grupos ou em equipes. Em grupos, eles trabalham apenas lado a lado, enquanto que, em uma equipe, todos devem confiar uns nos outros e compartilhar a responsabilidade pelos resultados. Uma equipe disfuncional causa um problema significativo para a empresa. Transformar essa equipe em uma equipe de alto desempenho é a tarefa da gestão da mudança.

O foco é aumentar a eficiência da equipe. Em uma equipe disfuncional, os funcionários geralmente ficam insatisfeitos e desejam mudanças. No entanto, aumentar a satisfação do funcionário não deve ser o objetivo principal. Isso acontece por si só quando uma equipe trabalha de forma eficaz e os funcionários se orgulham de seus desempenhos.

Comunicação é a chave

No início da gestão da mudança, muitas vezes é necessário desacelerar as coisas: os empreendedores que contratam especialistas para fornecer serviços de consultoria geralmente preferem iniciar processos importantes imediatamente. No entanto, a segunda etapa deve seguir a primeira, de modo que o início da consultoria muitas vezes parece lento para muitos empresários.

Assim que as divergências entre os vários níveis de gestão tornam-se aparentes sobre quais são os problemas ou o que os está causando, a razão para a abordagem lenta torna-se clara: Os processos que a empresa precisa mudar devem ser cuidadosamente planejados e coordenados com todos os envolvidos.

Independentemente se a mudança é inteiramente prática ou de natureza mais cultural, é essencial que todas as decisões e as formas pelas quais as decisões são tomadas dentro da empresa sejam cuidadosamente comunicadas. Uma estratégia de comunicação bem-sucedida e uma ampla interação com as pessoas são passos importantes para garantir que os funcionários entendam e estejam prontos para a mudança em um nível comportamental ou de mentalidade. É normal que as pessoas se esforcem para ter certeza da situação. E por fim é fundamental fazê-los entender que isso requer mudanças individuais – uma das tarefas mais importantes da gestão da mudança.

Gestão da Mudança requer um planejamento cuidadoso

Se as estruturas que causam problemas estão enraizadas na empresa, a gestão da mudança pode ser uma solução. Depois de identificar cuidadosamente os problemas e definir metas, processos apropriados devem ser colocados em prática. Vários pontos são particularmente importantes para isso: A implementação deve ocorrer simultaneamente às operações do dia-a-dia e todos os funcionários devem apoiar a mudança. Para isso, um conceito sofisticado de comunicação é tão importante quanto uma interação profunda no dia-a-dia.

Moderadora

Lara Schlegel, Head de Recursos Humanos da STAUFEN.AG

Convidado

Dr. Dirk Bayas-Linke, Consultor Principal na STAUFEN.AG

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Subscribe to our newsletter