A importância da produtividade no setor administrativo

Nathalia Yamanaka

Blog post by Nathalia Yamanaka

Saber mais
junho 7, 2022 | Conceitos Lean, Transformação Lean

Quando se fala em produtividade no Brasil, podemos dizer que no setor de commodities é alta e tem crescido bastante, na indústria manufatureira é baixa e está estagnada e no setor de serviços, a produtividade, em geral, é muito baixa. O problema é que esse setor é responsável por 70% do PIB e já emprega 74% da força de trabalho no país. Ainda mais preocupante é que os serviços são, coletivamente, os principais insumos de produção dos demais setores (na indústria, por exemplo, eles representam 64,5% do valor agregado). Quando comparado ao de outros países, constata­-se que o nosso padrão de serviços é ruim, caro e deficiente. Logo, não será possível alavancar a produtividade agregada e a competitividade sem que haja um choque de produtividade nos serviços.

Mudar esse cenário pode ser uma tarefa ainda mais complicada, mas necessária. Um estudo da Universidade de Brasília (UNB) mostra que setores de atividade com cadeias de produção mais integradas ao setor de serviços tendem a ter níveis e taxas de crescimento da produtividade mais elevados (J.Arbache e R.Moreira, “How Can Services Improve Productivity? The case of Brazil”, mimeo, Universidade de Brasília, May, 2015).

Um outro estudo do IPEA feito com dados de centenas de milhares de empresas do setor de serviços por Jorge.Arbache, (Produtividade no Setor de Serviços, in “Produtividade no Brasil ­ Desempenho e Determinantes”, Vol. II, no prelo, Brasília: IPEA, 2015) mostra que a baixa produtividade está associada, dentre outros fatores:

  1. Ao tamanho médio das empresas
  2. Deficiências tecnológicas e de capital humano
  3. Elevada rotatividade do trabalho
  4. Modesta integração à economia internacional, tanto pelas vias do comércio, como pela participação em cadeias globais de valor. 

Talvez você conheça empresas que estejam passando por esse mesmo tipo de problemas. O lado positivo é que existem inúmeras companhias que já perceberam esse cenário e estão agindo rapidamente. São empresas que definiram que a melhoria continua e a excelencia operacional em serviços são pilares estratégicos para aumento de produtividade e competitividade. É o caso da empresa Martin, fabricante de sistemas de limpeza de transportadores automáticos, sediada na região de Campinas, que apresenta como resultado um aumento de entregas no prazo de 37% para 95%, aumentando o faturamento da empresa. Tudo conseguido através de ferramentas como Lean Administration e Office Floor Management.

O Lean Administration já vem sendo implementado com sucesso nos Estados Unidos e Europa desde os anos 2000. O principal foco é o mesmo de qualquer implementação Lean: maximizar a criação de valor, sem desperdícios. Essas empresas utlizam com bastante sucesso as 4 caracterísitcas Lean (livre de distúrbios, fluxo, ritmo e puxada) para encontrar soluções para eliminação dos 7 desperdícios clássicos.

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Subscribe to our newsletter