Blog

Fazendo as coisas certas em um mundo digital

Blog post by Pascal Dennis

Saber mais
Blog
February 29, 2024 | Artigo, Digitalization

O mundo mudou. Hoje em dia, não é mais suficiente apenas proteger o seu negócio, você também precisa estimular um novo crescimento usando metodologias digitais. A excelência operacional (também conhecida como “produção Lean”) e todos os métodos relacionados fornecem uma base essencial, mas não são mais suficientes para garantir a prosperidade.

Como permaneceremos relevantes nesse mundo novo e arriscado? Como vencer esse novo jogo incerto? E se a nossa empresa for uma empresa de tijolo e argamassa? Podemos aprender a aproveitar os métodos, as ferramentas e o pensamento digitais? Que mudanças precisamos fazer nos nossos métodos e pensamentos?

Para prosperar neste nosso novo mundo desafiador, é necessário desenvolver ambidestria – a capacidade de trocar de marcha com fluidez entre o mundo da excelência operacional e o mundo da inovação livre.

Mais quais são as diferenças entre esses mundos? Quais as suas semelhanças? Como podemos aplicar as lições de um ao outro? Podemos obter uma sinergia? A resposta é sim. Felizmente, um fornece uma excelente base para o outro.

A estratégia em tempos de mudança

Tempos interessantes, de fato, não? Os motivos são longos demais para serem citados aqui – mudanças tecnológicas, expectativas dos clientes, internacionalização, rápidas mudanças culturais, a explosão de informações…

A mudança tecnológica, por exemplo, é tão rápida e severa que, em muitos setores, não podemos mais definir o que é valor de forma confiável.

As oito “tecnologias essenciais” – Realidade Aumentada, Realidade Virtual, IA, Blockchain, Robótica, Drones, Internet das Coisas e Impressão 3D – explodiram o “espaço de design”.

Somente desenvolvendo uma profunda empatia por nossos clientes e suas jornadas é que podemos começar a entender o que é importante para eles. E, mesmo assim, o valor é um alvo mutável.

Como gerenciar seus negócios (e sua vida) em tempos assim?

Vamos nos concentrar primeiro nas coisas mais importantes: Como desenvolver e implantar estratégias em tempos “interessantes”?

1. Estratégia rápida e “fácil”

Mantenha a simplicidade – se você não consegue contar uma história em uma página, você a entende?

Aceite o fato de que, quando se trata de estratégia, a perfeição é impossível – e nem mesmo desejável! Lembre-se de que não existe uma resposta certa em estratégia – apenas um processo certo!

Portanto, certifique-se de que o propósito e a lógica estejam claros para que, quando você inevitavelmente “pivotar”, saiba quais partes da sua hipótese eram sólidas ou não e por quê.

Strategieentwicklung Schachfigur

2. escolha!

A estratégia não se trata de decidir o que é importante. Todas as ideias propostas pela sua equipe provavelmente são “importantes”. Mas você não pode fazer todas elas – você tem que escolher.

Com muita frequência, os líderes tentam proteger suas apostas escolhendo demais, com resultados previsíveis. Escolha as poucas coisas essenciais, verifique com frequência e esteja preparado para mudar.

Não entenda mal o conceito de estratégias “emergentes” do grande Henry Mintzberg. O fato de estar preparado para mudar não significa que você não precise articular uma hipótese!

Deixar de fazer isso, é claro, o condena ao limbo de apenas reagir e do aprendizado limitado.

3. Evite documentos de estratégia chatos

A estratégia corporativa típica inclui uma “Missão”, “Iniciativas” e, de fato, um “Budget”. Esses documentos são extremamente monótonos e têm um efeito sonífero na sua equipe.

Mantenha sua estratégia em uma página, conte sua história e responda às Grandes Perguntas da forma mais simples e clara possível:

  • Quem somos nós e no que acreditamos?
  • Para onde estamos indo?
  • Como chegaremos lá? (Qual é a nossa lógica subjacente?)
  • O que está nos impedindo?
  • Que capacidades precisamos desenvolver?
  • Que sistemas de gestão precisamos desenvolver?

a tecnologia vai capacitar o estrategista

Essas são perguntas difíceis, é claro, que exigem profunda experiência e reflexão. Para desenvolver uma boa estratégia, precisamos transitar entre os mundos da ação e do pensamento.

Como diz o ditado, saia da caixa. E, finalmente, embora vivamos em tempos de grandes mudanças, lembre-se de que algumas coisas são eternas.

A reflexão, a experiência e a intuição adquiridas com isso são inatamente humanas e dificilmente serão substituídas pela tecnologia. Na minha opinião, inclusive, o mais provável é que a tecnologia capacite o estrategista, assim como o cavalo capacita o cavaleiro. Mas isso é tema para uma próxima discussão.

Um brinde a jornadas estratégicas interessantes.

sobre o autor

Pascal Dennis é o Keynote Speaker do Best Practice Day Brasil 2024.

Palestrante de renome internacional e autor de diversos livros, Pascal foi quatro vezes ganhador do Prêmio Shingo de Excelência Operacional.

Livros:

  • Getting the right things done
  • Lean Production Simplified
  • Harnessing Digital Disruption (entre outros).
Your Contact

Pascal Dennis

Autor e mentor de executivos em fundamentos de estratégia e execução

Phone:

Mail:

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Subscribe to our newsletter
Staufen Back To Top Button