“Estaremos buscando desesperadamente profissionais qualificados para a interface homem-máquina”

Mensch-Maschine
abril 11, 2022 | Digitalization, Digitalization, Entrevista, Transformação Digital

A inteligência artificial (IA) está ganhando cada vez mais espaço nas empresas globais. managing partner da consultoria Woodpecker Finch, além de membro do conselho consultivo do provedor californiano de serviços de TI DocuSign Inc, falou com exclusividade com Janice Köser, gerente da Academia de Treinamentos da Staufen AG, sobre esse desenvolvimento. Ela é especialista em transformação digital em marketing e vendas e conhece as oportunidades e riscos que a IA oferece.

Verena Fink
Verena Fink
Fundadora e Managing Partner
da Woodpecker Finch

A IA é uma tecnologia muito complexa e ainda limitada

Muitas pessoas não têm certeza do que esperar da IA. A própria Verena Fink, que estudou o tema em profundidade, diz: “Para mim, a IA é uma tecnologia que ainda não entendemos completamente hoje”. Os sistemas aprendem por conta própria, vinculam pontos de dados e percorrem muitos caminhos diferentes até a meta.

Com toda essa complexidade, no entanto, os sistemas de IA são tão bons quanto os dados que recebem – e, portanto, tão bons quanto os humanos que fazem as seleções de dados. É fácil fornecer à IA apenas os dados que produzem o resultado desejado.

Nem todos aproveitam a oportunidade de mudança

Enquanto algumas empresas estão usando o inevitável impulso à digitalização proporcionado pela pandemia como uma oportunidade de mudança, outras permanecem hesitantes: empresas de médio porte, em particular, geralmente optam por não aproveitar a oportunidade. Verena entende esse reflexo: “Quando os tempos são incertos, como agora, e quando os orçamentos estão apertados, muitos tendem a confiar no que funcionou no passado em vez de arriscar e tentar algo novo”.

Mas ela acredita que vale a pena para empresas de médio porte investir em IA: “À medida que o mundo se torna cada vez mais complexo e os clientes cada vez menos tangíveis, corremos o risco de perder nossa conexão. Em algumas empresas, no entanto, não é apenas o dinheiro que está retendo um investimento: alguns executivos temem que as análises de IA possam não corresponder às suas opiniões e sentimentos, ou que possam limitar seu escopo para a tomada de decisões.

Os humanos permanecem insubstituíveis

Como a IA deve sempre ser dirigida e guiada por humanos experientes, o medo não é necessário. A IA só trabalha com dados, enquanto os humanos são capazes de ter empatia e de entenderem a própria natureza humana. Esses pontos muitas vezes levam a situações a serem avaliadas de forma diferente de acordo com dados e figuras simples.

Existe um medo fundado e infundado da IA

Tudo com o que as pessoas não estão familiarizadas inicialmente parece ameaçá-las. Verena Fink não vê a IA como uma ameaça aos empregos. Embora haja mudanças estruturais entre os setores da economia, muitos trabalhadores qualificados serão necessários, principalmente na interface entre homem e máquina, e o segmento de serviços também se fortalecerá.

Verena Fink vê a IA como um desenvolvimento positivo: “Não apenas porque é mais rápida, mas porque ainda pode lidar com dados em quantidades que estão acima da nossa capacidade. E isso nos ajuda a alocar coisas, selecionar alternativas, fazer recomendações e priorizar e estruturar recursos .” Com o suporte de IA, é mais fácil identificar tendências e padrões.

Mas a especialista também cita um exemplo de medo bem fundamentado: “E se não soubermos exatamente quais dados a IA usa para chegar à sua avaliação?” Ela descreve como, por exemplo, podem ocorrer erros durante a pré-seleção no processo de candidatura a um emprego porque o algoritmo é treinado com dados que garantem que determinados grupos de pessoas não sejam inicialmente selecionados. As leis devem ser adaptadas em relação à inteligência artificial para que não ocorra discriminação.

A Europa deve ter cuidado para não perder a sua ligação

Verena Fink vê uma necessidade urgente de a Europa recuperar o atraso em relação à IA em todos os setores: “Posso contar com as duas mãos o número de players globais que impulsionam a inteligência artificial e pesquisas relacionadas. E eles gerenciam 7 bilhões de clientes finais com suas plataformas. É por isso que eles ganham tanto dinheiro, que eles investem enormemente. Mas a Europa está pouco envolvida nisso e corre o risco de ficar para trás”.

Espera-se que a IA mude a cultura das empresas em todas as áreas: os papéis dos envolvidos e os cargos serão diferentes – os funcionários assumirão menos tarefas repetitivas e trabalharão mais com máquinas. Para que essa mudança tenha sucesso, é absolutamente necessário investir em educação digital: as empresas devem garantir desde cedo que seus funcionários recebam o treinamento adequado. Além disso, a batalha para atrair os melhores talentos no mercado de trabalho se intensificará ainda mais.

“Inteligência Artificial em Recursos Humanos”

Verena Fink incorporou suas experiências no livro “Inteligência Artificial em Recursos Humanos”. Nele, ela aponta que em um campo tão jovem quanto a IA, questões éticas e morais devem ser levantadas e respondidas. “Também escrevo sobre a interação da inteligência artificial e a cooperação humana”, explica ela. “Como podemos projetá-la para tornar o trabalho mais satisfatório para as pessoas? E como lidamos com a mudança cultural?” Além disso, ela apresenta ferramentas que funcionam com IA e explora até que ponto elas realmente atendem aos negócios e à força de trabalho.

A IA é jovem, mas inevitável

A inteligência artificial acabou de superar sua “infância”. No entanto, o progresso já é bastante surpreendente. Consequentemente, aqueles que dela fizerem uso terão uma vantagem decisiva sobre aqueles que se opõem a ela. Verena Fink é uma daquelas especialistas que querem garantir que a IA seja mais amplamente aceita pelas empresas na Europa. Para isso, ela dá palestras e trabalha como autora e palestrante, ilustrando seu conhecimento com exemplos fáceis de entender da respectiva indústria. Porque somente se as oportunidades e os riscos da IA ​​forem conhecidos, estes podem ser eliminados para que o potencial da tecnologia possa se desdobrar em benefício da empresa e da força de trabalho.

Moderation

Janice Köser
Manager Academy
STAUFEN.AG

Guest

Verena Fink

Verena Fink
Founder and Managing Partner
Woodpecker Finch GmbH

MORE ON THE TOPIC Digitization and Artificial Intelligence

A importância da produtividade no setor administrativo

Quando se fala em produtividade no Brasil, podemos dizer que no setor de commodities é alta e tem crescido bastante, na indústria manufatureira é baixa e está estagnada e no…

Ler mais

Como melhorar o desempenho e custo dos processos administrativos

Atualmente, ainda é comum encontrar empresas que possuem uma gestão de processos administrativos cujo acompanhamento de desempenho ocorre semestral ou anualmente, geralmente em função de bônus pessoais, e onde a…

Ler mais

Por que implementar 5S?

Afinal, por que o 5S é tão importante? O 5S é provavelmente a ferramenta mais conhecida e mais utilizada entre as metodologias de excelência. Ela foi criada na Toyota nos…

Ler mais

O FUTURO PERTENCE ÀS EMPRESAS ÁGEIS?

Afinal, o que está por trás do termo “Ágil” e como este assunto está sendo interpretado e implementado na prática pelos consultores da Staufen? Jan Haug é engenheiro industrial e…

Ler mais

POR QUE TEMAS COMO COMPLEXIDADE E NÍVEL DE CUSTOMIZAÇÃO SÃO MAIS RELEVANTES HOJE DO QUE NUNCA?

O constante aumento na diversidade de produtos está forçando muitas empresas a enfrentarem o conflito que surge entre as demandas do mercado e a busca por padronização de seus processos….

Ler mais

O Lean como vantagem competitiva

Os desafios do ambiente de negócios vêm crescendo, dia após dia, diante de um cenário altamente globalizado, competitivo e de mudanças rápidas e significativas. A mudança, por si só, muitas…

Ler mais

Para transformar, é preciso desenvolver as pessoas

Entendendo a constante preocupação dos departamentos de gente e gestão com o incentivo e a motivação das pessoas com relação às suas entregas e à sua capacitação, o que vai…

Ler mais
PDCA

O que é PDCA?

Se você caiu nesta página, imagino que provavelmente você já ouviu falar do ciclo PDCA. Mas quer que a gente te explique um pouco mais em detalhes como funciona esta…

Ler mais

Confiança é a chave para o sucesso do Pensamento Lean – A lógica do Kanban

O Lean começou a partir do método Kanban, e Kanban é uma “máquina de confiança“. Existem quatro elementos para o Kanban: Um quadro Heijunka – refletindo o takt time Os…

Ler mais

5 características que fazem de você um Líder Lean

Quais são, afinal, as 5 características que um líder Lean precisa possuir e desenvolver? Aqueles que se concentram intensamente na Liderança Lean, crescem a partir dela e ampliam seus horizontes profissionais…

Ler mais

Líderes Lean precisam dominar métodos de Solução Estruturada de Problemas

Você sente que os problemas no dia a dia das operações são recorrentes? Você sente que a equipe de liderança está atuando como “bombeiros”, somente “apagando incêndios”? Sente falta de…

Ler mais
Mapeamento do fluxo de Valor é uma metodologia para acompanhar e registrar um processo

O que é o mapeamento do fluxo de valor?

O mapeamento de fluxo de valor (VSM) é uma metodologia para acompanhar e registrar um processo, com o objetivo de separar as etapas que agregam daquelas que não agregam valor…

Ler mais
Aprenda a ser um líder lean

Liderança Lean no Shop floor Management

significa uma melhoria na liderança e organização no caminho para uma empresa Lean. Os métodos e ferramentas empregadas têm o objetivo de melhorar a interação entre gestores e colaboradores, pois estes são os responsáveis por promover a solução de problemas e a melhoria de processos. Visualização transparente, compreensão e gestão tomam um papel importante no Shop Floor Management

Ler mais
Entenda como o Lean pode aumentar a eficiência da sua empresa

Você sabe o que é Lean?

Muita gente se engana quando diz que o grande objetivo do Lean é eliminar desperdícios… pode ser uma questão semântica, mas, na verdade o objetivo do Lean é, em primeiro lugar, satisfazer os clientes, e para isto é preciso entender muito bem o que é valor para eles.

Ler mais
Saiba como desperdícios pode afetar a eficiência da sua empresa

Os 7 desperdícios Lean

Desperdício é tudo aquilo que não contribui para atender a necessidade do cliente.

Ler mais
revenue

Process Mining & Robotic Process Automation (Parte 1)

Digitale Wertschöpfungsturbos für Ihre Unternehmensprozesse Unser Arbeitsalltag wird von Tag zu Tag digitaler. Nicht erst seit der Coronapandemie wissen wir, dass noch viele Arbeitsschritte und -prozesse existieren, die optimiert werden…

Ler mais
Zahlen, Daten, Fakten

Antes de digitalizar os processos, certifique-se de que eles sejam “Lean”.

Em muitas empresas, os principais elementos dos processos de criação de valor já foram digitalizados. No entanto, a própria transformação digital está apenas começando. Para se manterem competitivas, as empresas precisam acelerar urgentemente sua transformação digital.

Ler mais

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Subscribe to our newsletter